Contar com as próprias forças

* Se não estivesse muito cansado ia ler... [O Ser Fictício]

* O Ministério Público tem um problema de autonomia interna e um problema de autonomia externa... [Patologia Social]

* Regresso hoje à comunidade jurídica que se exprime no ciber-espaço [Patologia Social]

Amanhã

Faltam vinte minutos para a meia-noite e não há nada sobre que apeteça escrever. Eu bem tenho pensado. É melhor esperar por amanhã. Talvez.

Saudades de casa

* Este ano estou vulnerável... [O Ser Fictício]

* Só que de repente o destino jogou a sua cartada na mesa deste jogo de sorte... [A Janela do Ocaso]

De novo na rua

* É verdade, em matéria de tios... [A Posta Restante]

* A Natureza chama à quietude... [A Posta Restante]

* Há quem escreva sobre o que lê [A Janela do Ocaso]

* Senta-se um homem entre a ideia de tantos livros... [A Janela do Ocaso]

* Um dia, Deus perde-se... [A Posta Restante]

A mala aviada

Há dias em que já não se está e ainda não se deixou de estar. Nem se chega a fazer mala.

Uma questão de altura

* Passou por cima de nós a asa do avião [A Revolta das Palavras]

* Há quem aprenda uma língua para ser capaz de ler um livro... [Clarice Lispector]

* Já reincidi na compra de um livro por julgar que o perdera... [A Janela do Ocaso]

Segurem-me ou agarrem-me!

* Felizmente há memória para se viver... [A Janela do Ocaso]

* Estava tudo muito certo até ter atentado no que me trouxe hoje o correio... [A Revolta das Palavras]

Devolvido à existência

* É isto que faz perceber que estamos ante um grande escritor... [Espantosa Língua]

* Finisterra é um prodígio cinematográfico para se estudar o que se lê... [A Janela do Ocaso]

De novo em Janeiro

* Miguel de Unamuno visitou a Guarda em Dezembro de 1908... [A Janela do Ocaso]

* E fui buscá-lo e estive agora com ele [A Janela do Ocaso]

* Chegou hoje a utopia de esquecer... [A Janela do Ocaso]